Por que a sociedade, por conta própria, não dá início a uma reforma política?

A sociedade tem se revelado pródiga na discussão de temas sociais, econômicos, culturais, por meio de segmentos apropriados. A discussão política deveria caber aos partidos políticos, porquanto o instituto do partido político é o instrumento a legitimar a democracia, por ser o canal que liga o povo ao poder. Entretanto, os dirigentes dessa valiosa célula da nossa democracia têm se mostrado de pouca grandeza Continuar a ler Por que a sociedade, por conta própria, não dá início a uma reforma política?

O Poder Legislativo, especialmente o municipal, vem se desfigurando, ao longo do tempo

No plano municipal, a eleição de vereador ocupa um lugar secundário na preocupação da comunidade. É como se vereador fosse um elemento de menor importância no contexto da vida dessa comunidade. E isso explica o fato de, a cada eleição, poder se constatar uma queda na qualificação pessoal dos candidatos, Continuar a ler O Poder Legislativo, especialmente o municipal, vem se desfigurando, ao longo do tempo

O problema maior dos legislativos municipais é a falta de qualificação dos vereadores

Está em curso, como já falamos, um movimento no Paraná pela redução do número de vereadores e de seus respectivos subsídios. Como o vereador é o lado mais fraco da corda e o que está mais perto do povo, é nele que o povo quer descarregar toda a sua angústia, pelos desmandos na política brasileira. É mais fácil bater no vereador. Continuar a ler O problema maior dos legislativos municipais é a falta de qualificação dos vereadores

O Poder Legislativo está desacreditado, porque seus integrantes são desacreditados

De um modo geral, o Poder Legislativo, nos três níveis, encontra-se desacreditado. E tudo porque seus integrantes são desacreditados. Por conta disso, acabaram por comprometer a instituição, apequenando-a aos olhos da sociedade. Por que a corrupção subiu, de uma hora para outra, nas alturas no Brasil? Porque os governantes, de 2003 para cá, consentiram a prática dessa imoralidade Continuar a ler O Poder Legislativo está desacreditado, porque seus integrantes são desacreditados

O movimento pela redução do número de vereadores e de seus subsídios

Está em curso no Paraná, a partir da experiência exitosa da população de Santo Antonio da Platina, um movimento pela redução do número de vereadores em câmaras municipais e dos respectivos subsídios. O movimento é válido e precisa, sim, continuar crescendo. Aqui em Ponta Grossa, estamos na contramão, Continuar a ler O movimento pela redução do número de vereadores e de seus subsídios

Bom seria se os presidentes de partidos tivessem autonomia de ação

Os partidos políticos, que, ao longo do regime militar, eram dois, um de situação e outro de oposição, não podiam ir além do papel que lhes havia imposto o próprio regime, porque não havia espaço nas circunstâncias de então para qualquer iniciativa mais ousada. Continuar a ler Bom seria se os presidentes de partidos tivessem autonomia de ação

A Prefeitura não pode continuar sendo um laboratório para aprendiz de prefeito

O senador Álvaro Dias, quando governou o Paraná, de 87 a 90, costumava dizer que “o povo não avalia o quanto deixa de perder quando elege um governante honesto”.

Trazendo a frase, para dentro dos limites do Rio Tibagi, podemos dizer que “o nosso povo precisa avaliar o tamanho do prejuízo, quando elege um aprendiz de prefeito”. Continuar a ler A Prefeitura não pode continuar sendo um laboratório para aprendiz de prefeito

Só quando setembro chegar, é que teremos novidades para 2016

Ainda que as conversações de bastidores se mantenham, nada vai avançar antes de setembro, que, aliás, já está batendo à porta. É que, em setembro, deverá ser confirmada a tal janela para mudança de partido, sem que o parlamentar perca o mandato. Em termos locais, a expectativa maior se dá em relação ao deputado federal Aliel Machado, que deve deixar o PCdoB para buscar um novo abrigo partidário, que estaria entre o PDT e o PMDB. Continuar a ler Só quando setembro chegar, é que teremos novidades para 2016

Se não houver acerto na crise moral, a crise econômica vai seguir em frente

O PT vai sair, hoje, às ruas, para se contrapor às manifestações havidas no domingo. Acontece que o PT quer estabelecer uma comparação com as manifestações legítimas da sociedade brasileira, o que não faz o menor sentido. Na verdade, o PT deveria, isto sim, é reconhecer os erros de membros da agremiação e integrantes do governo federal. Continuar a ler Se não houver acerto na crise moral, a crise econômica vai seguir em frente

A classe política, com o PT à frente, faz da corrupção um ato normativo

A corrupção é um componente da imperfeição do ser humano, uma ferramenta do instinto animal que o Homem carrega consigo. Mas, como o Homem, além da inteligência, é dotado do livre arbítrio, cabe-lhe o direito de discernir, de optar, de escolher a sua forma de proceder. E, aí, fazer a opção entre a prática do Bem e a prática do Mal. Continuar a ler A classe política, com o PT à frente, faz da corrupção um ato normativo