Plauto passou uma semana em Brasília, e dá mostras de prestígio no novo governo

O deputado Plauto Miró Guimarães Filho, reeleito para um histórico oitavo mandato consecutivo na Assembleia Legislativa, passou a semana, que está terminando, em Brasília, circulando pelas instalações provisórias do novo governo, em formação. E circulando com desenvoltura, sentindo-se em sua própria casa. E, a rigor, está dentro de sua própria casa, porquanto foi apoiador da candidatura do deputado Jair Bolsonaro, de primeira hora, e está vendo correligionários seus, como o deputado federal Onix Lorenzano, do DEM do Rio Grande do Sul, sendo alçados a posições estratégicas no futuro governo. E os ares de Brasília estão fazendo bem ao deputado pontagrossense, especialmente, pelas portas abertas que tem encontrado no Centro Cultural do Banco do Brasil, onde está instalada a comissão de transição do futuro governo. Com a coordenação do deputado gaúcho Onix Lorenzano, que disse ao deputado Plauto, inclusive, que ele passa a ter um amigo na Chefia da Casa Civil do governo do presidente Jair Bolsonaro.

Se Plauto andou tendo algum dissabor com figuras do DEM do Paraná, na largada da campanha eleitoral, volta de Brasília reanimado e valorizado a se manter na trincheira política que ajudou a construir, o PFL que passou a se chamar de DEM. Se a direção do DEM não quis apoiar Bolsonaro no segundo turno, por conta própria, apoiaram Bolsonaro, nos dois turnos, lideranças como Plauto, no Paraná, Onix, no Rio Grande do Sul, Ronaldo Caiado, em Goiás, e ACM Neto, no segundo turno, na Bahia.

E o presidente eleito está a prestigiar tais lideranças, que, vitoriosas, em suas reeleições, como Plauto e Onix, e na sua eleição, como Caiado, se tornam expressões valorizadas no DEM, na companhia do presidente nacional do partido, o prefeito ACM Neto, de Salvador. Aliás, vale destacar a postura do prefeito ACM Neto, pois, se seus companheiros de diretoria não quiseram formalizar o apoio do partido, ele próprio, confirmando sua condição de líder político, anunciou o seu apoio pessoal, como tantos outros companheiros, Brasil afora. Não, por acaso, a deputada federal Tereza Cristina, do DEM do Mato Grosso do Sul, foi anunciada como a nova titular do Ministério da Agricultura. É de se olhar para um DEM, fortalecido como nunca, a partir de uma situação singular. Por lideranças isoladas, expressões políticas regionais, que descartaram, no curso do processo eleitoral, os que sempre se acharam donos do partido. E que, agora, observam, de longe, o brilho dos que assumiram posições pessoais e se engajaram no projeto de mudança do Brasil. Que haverá de mudar também o próprio DEM.

Sim, porque o DEM vai precisar se recompor, se reorganizar, quem sabe, se refundar, a partir do fenômeno Jair Bolsonaro. É bem verdade que o DEM, se não esteve presente como partido, se fez muito bem representar na campanha e na vitória do presidente Jair Bolsonaro pelas lideranças que estiveram na campanha do capitão da reserva.

Plauto, que tem grandes serviços prestados a Ponta Grossa e aos Campos Gerais, parece ressurgir em novo e grande estilo, na conquista de maiores espaços para, caminhando com as próprias pernas, poder atestar o refrão de propaganda eleitoral, “Plauto fez, Plauto faz, Plauto fará”. Bom para o Paraná, ótimo para a Região dos Campos Gerais, excelente para Ponta Grossa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *