Depois de prender um “tubarão” no Rio de Janeiro, Polícia Federal pode prender uma “baleia”, em Minas

A Operação Lava Jato dá mostras de impressionante vigor, no encerramento deste ano. A prisão do governador Luiz Fernando Pezão, do Rio de Janeiro, representa a determinação do grupo de procuradores federais, policiais federais, parte importante da Justiça Federal e também parte importante dos tribunais superiores em não dar Continuar lendo Depois de prender um “tubarão” no Rio de Janeiro, Polícia Federal pode prender uma “baleia”, em Minas

O contra-ataque de Bolsonaro: “Quando o PT escalava terrorista, ninguém falava nada”

Chega a impressionar a marcação dos grandes veículos de comunicação social do País em cima dos nomes escolhidos pelo presidente eleito Jair Bolsonaro para compor o seu governo. Nunca se viu isso antes, de modo tão investigativo, quase policialesco, num jogo que não consegue esconder o propósito de intriga, Continuar lendo O contra-ataque de Bolsonaro: “Quando o PT escalava terrorista, ninguém falava nada”

Negociação de aumento com o fim do auxílio moradia apequena o STF

Há muito pela frente para reverter toda uma cultura de privilégios, de oportunismo, de corrupção que se espraiou por toda a sociedade brasileira e bateu nas portas de nossas principais instituições, que têm a responsabilidade constitucional de zelar e defender a Democracia, dentro de princípios éticos e moralizantes. Continuar lendo Negociação de aumento com o fim do auxílio moradia apequena o STF

Derrotados nas urnas querem transformar a Câmara Federal em sindicato do crime

O deputado Rodrigo Maia, presidente da Câmara dos Deputados, volta a receber pressão de deputados derrotados nas urnas e metidos em encrenca na Lava Jato e, assim também, de partidos em situação semelhante, para colocar em votação projetos que abrandem penas de práticas de corrupção e até mesmo de isenção de crime em que Continuar lendo Derrotados nas urnas querem transformar a Câmara Federal em sindicato do crime

Bolsonaro prometeu, e está cumprindo, formar o governo longe do balcão de negociações partidárias

“Mais Brasil e menos Brasília”, discursou o candidato deputado Jair Bolsonaro na campanha eleitoral, anunciando que, uma vez eleito, colocaria um paradeiro na prática criminosa das negociações políticas do
“toma lá, dá cá”, em troca de apoio político. E, fiel ao compromisso assumido, é o que, efetivamente, está a fazer Continuar lendo Bolsonaro prometeu, e está cumprindo, formar o governo longe do balcão de negociações partidárias

Demorou um pouco, mas Dilma acaba de ser “convidada para dançar” no mundo do crime

A ex-presidente Dilma Rousseff estava destoando muito do companheirismo petista, em relação a Lula, seu criador e patrono. Agora, sim, é companheira de fato de Lula, podendo, como ele, estar a caminho da cadeia, também. Afinal, foi ministra de Lula, por oito anos, e presidente da República, por quase seis anos, pelas mãos de Lula. E, aí, estoura Continuar lendo Demorou um pouco, mas Dilma acaba de ser “convidada para dançar” no mundo do crime

A Justiça não consegue intimar Pepe Richa, porque ele não é encontrado em lugar nenhum

Se, no plano nacional, a roubalheira sem limite pertence ao PT, aqui no Paraná, o escândalo leva a assinatura da Família Richa, por meio do ex-governador Beto Richa e de seu irmão, José Richa Filho, mais conhecido por Pepe Richa. Por sinal, algum cartório deveria registrar esse cidadão como Pepe Richa mesmo, tirando dele o nome Continuar lendo A Justiça não consegue intimar Pepe Richa, porque ele não é encontrado em lugar nenhum

Formado o Ministério até o final do mês, novo governo terá dezembro para ajustes

Esse processo de transição, que está parecendo uma eternidade, estará dividido em duas partes distintas, a do formação do Ministério que deverá ser concluída até a sexta-feira da semana que vem, dia 30, e a da composição das equipes ministeriais, pelos respectivos ministros, ao longo de dezembro, em meio aos ajustes necessários, Continuar lendo Formado o Ministério até o final do mês, novo governo terá dezembro para ajustes

A proposta de redução do orçamento da Assembleia, mais que política, é didática

No batidão em que caminhava o nosso processo político, em que o eleito ficava a dever uma vela para cada santo e era refém dos partidos que o apoiavam na hora de organizar a equipe de governo, não havia o menor espaço para uma ideia de redução de gastos, mormente, no Poder Legislativo, onde sempre se entrincheiravam os apetites Continuar lendo A proposta de redução do orçamento da Assembleia, mais que política, é didática

Crise na CUT mostra o acerto da Reforma Trabalhista com o fim do imposto sindical

A revista “Época”, desta semana, traz longa reportagem sobre a crise na maior central sindical do Brasil, a CUT – Central Única dos Trabalhadores -, provocada pelo acerto da Reforma Trabalhista do presidente Michel Temer – precisava fazer alguma coisa de útil! -, com o fim do imposto sindical obrigatório, que sempre se prestou a financiar Continuar lendo Crise na CUT mostra o acerto da Reforma Trabalhista com o fim do imposto sindical