fbpx

Plauto anuncia apoio ao Bolsonaro, e diz esperá-lo, o quanto antes, nas ruas

O deputado Plauto Miró Guimarães Filho, que não está seguindo a decisão
de seu partido, o DEM, nas eleições deste ano, tendo anunciado, já no ano
passado à direção do DEM, que assim agiria este ano, fez, nas redes
sociais, o anúncio de solidariedade ao “meu candidato a presidente Jair
Bolsonaro”, referindo-se ao atentado de quinta-feira, em Juiz de Fora,
Minas Gerais.
O desentendimento de Plauto com a direção estadual do DEM se deu ano
passado quando ele decidiu apoiar a então pré-candidatura do deputado
Ratinho Júnior ao governo do Estado, enquanto o comando do partido já
havia negociado apoio ao nome da vice-governadora Cida Borghetti.
Bolsonaro
Embora já estivesse alinhado a campanha do deputado Jair Bolsonaro, do
PSL, à Presidência da República, o deputado Plauto não havia, ainda, feito
um anúncio público, como havia feito em relação ao deputado Ratinho
Júnior, no início deste ano.
Diante a oportunidade havida no atentado em Minas Gerais, o deputado
Plauto Miró Guimarães Filho fez, na quinta-feira, o anúncio de caminhar
junto com o candidato do PSL a presidente da República, aqui no Paraná.
Disse Plauto: “Com muita preocupação e indignação, acompanho, através
da imprensa brasileira, o atentado que o meu candidato Jair Bolsonaro
sofreu em Minas Gerais. Bolsonaro, aguardamos você nas ruas, muito mais
forte do que você é.”
Com esse posicionamento, Plauto, que está buscando sua sétima reeleição e
oitavo mandato à Assembleia Legislativa, tornou público o seu
posicionamento na campanha presidencial, o que deve estar sendo seguido
pelos seus amigos e companheiros de Ponta Grossa e dos municípios dos
Campos Gerais, sua principal base eleitoral no Estado.
Ratinho
No início deste ano, Plauto, também nas redes sociais, fez o anúncio do
apoio à então pré-candidatura do deputado Ratinho Júnior ao Palácio
Iguaçu, em transmissão ao vivo.
Com a renúncia do governador Beto Richa para se lançar candidato ao
Senado da República, em início de abril, e a consequente posse da vice-
governadora Cida Borghetti, que confirmou sua candidatura à reeleição,
Plauto teve exonerados todos os seus indicados nas chefias dos órgãos do
governo do Estado em Ponta Grossa e nos municípios da região, pela
governadora do Estado, diante do fato de ter declarado apoio ao nome de
Ratinho Júnior.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *