Com o apoio de Marcelo, Plauto e Sandro, campanha de Ratinho, aqui, será uma festa

A campanha do deputado Ratinho Júnior faz lembrar, de certa forma, a campanha do senador Álvaro Dias, em 86, para o governo do Estado, quando mais passeou do que fez campanha pelo Paraná, tal era o seu favoritismo, diante de seu principal concorrente, o então deputado federal Alencar Furtado.
Se Ratinho fará isso no Paraná, ainda é preciso esperar a evolução do processo, mas, aqui em Ponta Grossa e nos Campos Gerais, seguramente, Ratinho virá, apenas, para festejar o andamento de sua campanha, comandada pelos três mais representativos líderes políticos da cidade e da região, o prefeito Marcelo Rangel, do PSDB, o deputado estadual Plauto Miró Guimarães Filho, do DEM, e o deputado federal Sandro Alex, do PSD, partido de Ratinho. E três líderes acatados e festejados pelo eleitorado, por conta de um histórico avantajado de cada um.
A partir do peso político desse vistoso apoio, Ratinho Júnior tem também o apoio da maioria dos prefeitos da região e de expressivas lideranças do mundo empresarial, tanto urbano, quanto rural, com destaque, por exemplo, para os líderes das cooperativas agrícolas e do agronegócio, de um modo geral. E isso não é pouco, diante do papel de relevo que Ponta Grossa e os Campos Gerais representam hoje na economia do Paraná.
Vale destacar, em relação aos apoios citados, que o prefeito Marcelo Rangel cumpre o seu segundo mandato e tem, a seu favor, o apoio da população, por conta de um governo bem próximo do cidadão, com muitas e importantes realizações, seja no campo da industrialização, seja no campo da infra-estrutura urbana, com as ligações entre importantes bairros, seja nas áreas da Saúde e da Educação. Aliás, na Educação, Ponta Grossa haverá de aparecer no programa eleitoral do ex-governador Geraldo Alckmin, como referência de qualidade pela escola de tempo integral, na grande maioria das escolas municipais. Como Marcelo é do mesmo PSDB de Alckmin, o candidato tucano à Presidência da República quer mostrar esse grande feito de um prefeito tucano. Isso conta, e conta muito, para o prestígio do prefeito.
De sua parte, o deputado estadual Plauto Miró Guimarães, que está em seu sétimo mandato e a caminho da conquista do oitavo, tem uma larga folha de serviços prestados à Ponta Grossa e aos municípios dos Campos Gerais, merecendo registro a instalação do Curso de Medicina, na Universidade Estadual de Ponta Grossa, no segundo governo de Jaime Lerner, que, a propósito, a própria UEPG deveria saber reconhecer. Por oportuno, merece registro, também, o fato de que, criado e em funcionamento, em 2003, o governador Roberto Requião suspendeu o curso, num ato de humilhação sem precedente na história da cidade. É bom sempre lembrar disso.
E, aí, temos a figura do deputado federal Sandro Alex, em seu segundo mandato e a caminho de conquistar o terceiro, com uma atuação destacada em Brasília e em favor dos municípios, tanto dos Campos Gerais, quanto do Norte Pioneiro e do Centro-Sul do Paraná. É bom que se diga, também, que Sandro tem trabalho prestado para se constituir num dos grandes eleitos em outubro para a Câmara Federal, o que significa dizer, estar entre os deputados federais mais votados do Estado.
Em resumo, o deputado Ratinho Júnior, com tais apoios, vai cumprir, neste pedaço do Paraná, uma agenda de recreio, de visita agradável, de passeio mesmo. Não custa aguardar outubro, para essa conferência.

Comente