O prédio do Mercado Municipal não merecia o abandono

 

O governo do prefeito Marcelo Rangel, que já se apossou da marca da incompetência maior da História Política da cidade, não tinha o direito de maltratar uma construção sólida e histórica, como a do prédio do Mercado Municipal, que nos remonta à década de sessenta, no segundo governo do prefeito Juca Hoffmann. É de Juca, para quem não sabe, o projeto do Mercado Municipal. É de Juca, também, o projeto Alagados, que previa garantia de fornecimento de água à população de Ponta Grossa até o ano 2000. É de Juca, ainda, o projeto da antiga Estação Rodoviária. Se vivo, Juca não cometeria o desatino de Pedro Wosgrau em ter demolido a velha

Estação e erguido uma outra, no mesmo local. Aquele terreno servia para uma estação rodoviária na década de sessenta, quando a cidade tinha uma população de 70 mil pessoas. Juca enxergava mais longe que Wosgrau.

Mas, o ex-prefeito Pedro Wosgrau Filho fez um ato positivo, ao conseguir negociar com todos os concessionários do Mercado Municipal, abrindo caminho para uma utilidade daquela construção avantajada. Aliás, Pedro imaginava poder reformar o prédio e colocar lá uma série de órgãos públicos, com facilidade de atendimento às pessoas. Não fez porque não deu tempo, não tinha dinheiro e, talvez, sequer nem projeto chegou a elaborar. Mas, conseguiu liberar o imóvel.

Aí, chega o prefeito Marcelo Rangel e arranca a cobertura do prédio do antigo Mercado Municipal, sem nenhuma atitude para um segundo passo. Está lá, ao sabor da chuva e do sol, o velho Mercadão se desfazendo no tempo. E não se vê nenhuma voz em defesa daquele importante patrimônio da população. Sim, aquele imponente monumento pertence ao Município, porque foi erguido com o dinheiro do povo. Naquele tempo, o dinheiro do povo, que era pouco, tinha um bom destino, custeava obras que traziam benefícios à população. Como o Mercado Municipal, como o Alagados e como a Estação Rodoviária.

Hoje, a incompetência do governante procura desfazer a grandeza de quem fez. E, pelo visto, ninguém se preocupa com isso. Nem vereador, nem Imprensa, nem Ministério Público.

A cidade merece um governo mais conseqüente.

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *