Recado no ar

Recado no ar 1 – Na semana passada, o radialista-prefeito Marcelo Rangel demonstrou, no seu programa de rádio, onde ele “administra” a cidade virtual de Ponta Grossa, uma impressionante irritação com a empreiteira da Sanepar, aqui na cidade. E a irritação, ao contrário de ser com a falta de cumprimento do contrato que a Sanepar mantém com o Município, foi por conta de valetas, abertas para obras nas redes de água e esgoto, que demoram para ser fechadas.

Recado n o ar 2 – Chamou a atenção o fato, primeiro, de o radialista ser prefeito da cidade e, depois, por virar sua metralhadora na direção de uma empresa pública do governo do Estado, de quem ele é aliado. Porém, se a crítica fosse pelo fato das constantes interrupções no fornecimento de água, pelo atendimento deficiente que a Sanepar dispensa a seus usuários, pelo descumprimento do contrato, até que seria compreensível. Mas, criticar a empreiteira que presta serviços para a Sanepar pareceu esquisito.

Recado no ar 3 – Mais, no seu aparente grau de irritação, o prefeito autorizou, no ar, para que a ARAS – Agência Reguladora de Água e Saneamento – multasse a Sanepar, por essa bobagem das valetas, que poderia ser resolvida, durante o dia, por um simples telefonema do prefeito. Pela esquisitice da crítica do radialista, houve quem interpretasse como um “recado no ar” para a empreiteira da Sanepar “tomar conhecimento” da campanha eleitoral do irmão do radialista, que vem a ser irmão do prefeito também, Sandro Alex, à reeleição para deputado federal.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *