Gleisi vem à Ponta Grossa em ritmo de campanha eleitoral

A senadora Gleisi Hoffmann fará, no final da tarde de hoje, a sua primeira visita à Ponta Grossa, depois de ter deixado a chefia da Casa Civil da Presidência da República, na última segunda-feira.

E vai cumprir uma agenda organizada pelo seu ex-assessor João Barbiero, pré-candidato a deputado federal, pelo PV. Essa visita, incluída no trajeto de Gleisi de Curitiba para um compromisso em Irati, às 19 horas, para a posse do novo diretório municipal do PT, se prestará, basicamente, para receber informações a respeito do projeto do Lago de Olarias, por autoridades do governo municipal. É que, dada a expressão desse projeto, o presidente local PV e seu ex-assessor, João Barbiero, levou à Brasília uma cópia do projeto e apresentou a Gleisi, pedindo apoio para a liberação de recursos federais. E, segundo Barbiero, Gleisi reagiu positivamente, demonstrando interesse em obter informações mais detalhadas, a respeito, o que explica essa rápida passagem sua, no final da tarde de hoje, por Ponta Grossa, das 16 às 18 horas, incluindo, nesse tempo, uma entrevista coletiva à Imprensa.

Delmar representa Marcelo

Como a ex-ministra e senadora Gleisi Hoffmann vai cumprir sua agenda nas dependências da Associação dos Engenheiros e Arquitetos de Ponta Grossa, o prefeito Marcelo Rangel designou o presidente da ARAS, Delmar Pimentel, para representá-lo e expor à senadora detalhes do dito projeto, uma vez que a realização da obra está afeta à Agência Reguladora de Água e Saneamento, a ARAS.

Por sua vez, o presidente da ARAS disse estar impressionando com a grande repercussão do projeto do Lago de Olarias, que, de uma hora para outra, passou a mobilizar lideranças empresariais e políticas, com o assunto sendo levado à Brasília, por meio do ex-vereador e ex-secretário João Barbiero, depois de já ter sido entregue, diretamente, a presidente Dilma Rousseff, pelo prefeito Marcelo Rangel, quando de sua visita, no ano passado à nossa cidade, e, na continuidade, ao Ministério das Cidades, pelo deputado federal Sandro Alex.

Para Delmar, todo o apoio à execução desse projeto é bem-vindo, porém, é preciso lembrar que essa proposta tem um histórico com dois momentos importantes: o primeiro, a sua criação, que pertence ao governo do ex-prefeito Péricles de Holleben Mello; o segundo, ao governo do prefeito Marcelo Rangel, que tomou a decisão política em retomar o compromisso de realizar, de fato, a execução da proposta do projeto do Lago de Olarias.

Lembra Delmar que, a partir da decisão do prefeito Marcelo Rangel, “saímos juntando cacos para poder recompor o projeto, porque, desde o fim do governo do Péricles, ninguém mais se interessou por ele, o que fez com que fosse dividido em várias partes e jogado em várias gavetas. Esse segundo e grande momento nos pertence, pertence ao prefeito Marcelo Rangel”, enfatiza o presidente da ARAS.

Por fim, Delmar Pimentel diz que vai expor à senadora Gleisi Hoffmann todos os detalhes do projeto, mas vai cobrar uma resposta rápida, porque o projeto já está avançando, com prazos definidos, inclusive, para o lançamento dos editais para a construção das duas primeiras barragens, havendo, para tanto, recursos da própria ARAS, num primeiro momento, e, em seguida, um compromisso de participação financeira da Sanepar. “É claro que se a senador nos garantir a liberação de R$ 25 milhões, nós aceitaremos e ficaremos gratos, em nome da nossa população”.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *